RSS Feed

SALMOS – LXX – RÁPIDA ORAÇÃO

Comentarios desactivados en SALMOS – LXX – RÁPIDA ORAÇÃO

abril 2, 2022 by Bortolato

Salmo 70

Existem orações longas e breves.

Ambas têm o seu lugar, dependendo do momento, da necessidade, da sinceridade e do soprar do Espírito Santo sobre o necessitado.

Existem também vários tipos de oração: de súplicas, de louvor a Deus, de ação de graças, de reafirmação da fé, de aprendizado espiritual, de imprecações, de confissão de pecados e contrição, e de interação em diálogo com o Senhor, durante o qual o orador fala e recebe imediata resposta. Há também nuances em que aquele que fala exprime-se com gemidos inexprimíveis em mistérios que somente o Espírito Santo de Deus pode decodificar.

Este é um campo fantástico, no qual os homens podem crescer muito, progredindo na comunhão com o Espírito Santo, que vai aumentando-lhe a visão de Deus no espírito do orador.

O livro de Salmos é repleto de orações, nas quais os salmistas se expressam do fundo de suas almas aquilo que sentem, impelidos a exporem tudo diante do Altíssimo.

Um dos mais destacados salmistas foi Davi, que viveu intensas emoções em sua vida, passou por anos e anos sendo procurado pelo rei Saul injustamente, como se fora um foragido da justiça, quando verdadeiramente não deveria ser este o caso. Por esse tempo, produziu-se um campo fértil para a inspiração divina, que nos deixou um legado de muitos colóquios de amor e encontro de socorro junto a Deus, confissões proféticas, cura para a sua alma, seguidos de uma transformação não somente dentro do salmista, mas também em todo um contexto histórico e futurístico que o circundara. Este legado nos alcança a nós também, se assim quisermos dele participar.

Aquelas constantes situações de perigo, de um lado funcionavam agindo como se uma adaga o estivesse pressionando pelas costas, mas de outro também oferecendo-lhe uma corda que pendia do alto, levando-o a agarrá-la como a corda da sua salvação – e Davi a abraçava com todas as suas forças e logo sentia ser puxado para cima; e voava para bem perto do Deus da sua salvação, onde ele sentia-se protegido em um alto refúgio, em uma fortaleza que não existe igual nesta Terra – e então tudo mudava em sua vida. Vale enfatizar que estas palavras não são mero recurso poético, mas sim, uma realidade.

Apesar das angústias que se produziam em sua alma, este quadro foi o combustível que ampliava as condições, abria portas espirituais e o trazia junto à presença de Deus dia após dia, o que propiciava a acender o fogo libertador, à medida que se concretizava aquele desejado encontro com o amado Deus de sua vida. Davi experimentou isto muitas e muitas, incontáveis vezes, e os Salmos que ele escreveu são a prova dessa comunhão maravilhosa da qual pôde desfrutar.

O Salmo 70 é um exemplo clássico daquelas excitantes experiências no espírito. Neste Salmo Davi faz uma rápida oração de súplica por socorro em um situação de emergência. Tamanha foi a exiguidade de tempo, que a sua oração não pôde ser prolongada.

Esta oração nos faz lembrar quando Davi estava com os homens que o seguiam, e ele estava quase sendo alcançado pelo exército de Saul, que vinha ao seu encontro, depois de ter este recebido informações dos zifeus, os quais o delataram e o localizaram em um lugar até então relativamente seguro, no deserto da Judeia. Até o monte, o outeiro de Haquila, ao sul de Jesimon, um pouco ao norte do Mar Morto foram especificados detalhadamente como coordenadas geográficas próprias da época, a fim de favorecer a sede de sangue que se intensificava dentro do rei seu perseguidor.

Davi o soube com pouco tempo para executar uma fuga estratégica, e correu em fuga para Maom.

Saul chegou ao local, pode visualizá-lo, e cercou Davi de um lado e do outro de um monte, e já esfregava as mãos no afã de alcançá-lo.

Era um momento de grande stress. Hora em que não se consegue ter tempo para tomar nas mãos um instrumento musical que favorecesse extravasar a aflição de espírito diante de Deus, mas isso não impediu aquela alma angustiada de dirigir-se ao Senhor em uma rápida oração, enquanto vai fugindo apressadamente, tentando escapar daquela investida infernal.

Acontece que Deus sabe de tudo quanto se passa conosco, com cada uma de Suas criaturas, e bem pode aceitar essas orações emergenciais, na Sua misericórdia – e atender ao pedido.

Davi pede por socorro urgente. Clama a Deus que Se condoa de sua situação. Que os que procuravam tirar-lhe a vida voltem atrás, sejam frustrados pela mão interventora do Senhor. Que sejam também envergonhados diante do Altíssimo aqueles que forjam planos e os executa para ferirem a um pobre homem necessitado da ajuda que só Deus poderia lhe dar.

Um outro acontecimento porém surge para interferir naquela operação militar. Saul então recebe um mensageiro que lhe disse que os filisteus estavam entrando na terra de Israel, e ele se vê obrigado a desistir temporariamente de seu mau intento com relação a Davi naquela hora. Isso foi uma resposta de oração, por mais estranha que pareça. Uma invasão de inimigos teria sido a providência que o Senhor usou para impedir que um rei ungido usasse de seu poder para ferir injustamente a um súdito fiel.

Sem dúvida Deus ouviu a oração sincera do Seu servo que estava passando por iminente perigo de morte.

Interessante, e também a propósito, com muita propriedade Davi ainda em apertos terríveis, não deixa de emitir sua nota de fé que assume que assume ter recebido o maior conforto que alguém possa ter na vida, principalmente nas horas mais aflitivas: ter o prazer de poder falar com o Senhor, e sentir ser ouvido.

E mais: de acordo com esta oração de Davi, podemos perceber que o Senhor nos faculta até a que Lhe peçamos pressa em nos atender.

Eis a leitura que podemos proceder, acessando o espírito que permeia este Salmo: Deus não Se esquece de nós, mormente quando estamos nos sentindo fracos demais para enfrentar perigos e inimigos. Assim foi com Davi, e assim com Israel, e assim será conosco, se fincarmos pé neste campo de fé, e não arredarmos.

Que o Senhor lhe ouça no dia da angústia e que a glória do Deus de Jacó lhe proteja.

Riquezas maravilhosas encontramos neste livro de Salmos. Leiamos, meditemos , sejamos abençoados. Usufruamos deste manjar que Deus disponibiliza a todos quantos nEle creem.

Felizes os que desenvolvem uma intimidade tal com Deus, que sabem que podem contar com Ele nos momentos difíceis da vida, ao ponto de poderem orar com toda simplicidade, em rápidas palavras, e serem galardoados com a resposta divina em seu auxílio.

Sejamos nós pertencentes a este grupo.

Vale lembrar que Jesus, o Cristo, nos deixou um repto tremendo: o de sermos atendidos, sempre que orarmos pedindo aquilo que estiver de acordo com a vontade do Pai, usando o nome do Filho de Deus como passaporte para chegarmos com sucesso à Sua presença.

Isto é sério, tremendo, e maravilhoso. O nome de Jesus é poderoso a este ponto.

Antes de usar este grandioso Nome, porém, aconselhamos que sejamos aqueles que creem, aceitam, e recebem o Senhor Jesus em suas vidas como seu grande Salvador.

Seja muito feliz com o Mestre dos mestres, o Deus de amor, Jesus Cristo, o Senhor.


Comentarios desactivados en SALMOS – LXX – RÁPIDA ORAÇÃO

Sorry, comments are closed.

Asesorado por:
Asesoramiento Web

Comentarios recientes

    Fatos da História

    Evangelho